Vivendo a Adolescência

DST/HIV-Aids

 O que são?

São doenças que podem ser transmitidas (passadas) por meio do contato sexual, vaginal, anal ou oral.

 

Como se pega?

Por meio do contato sexual com um(a) parceiro(a) infectado(a)

 

Quem pode pegar?

Qualquer pessoa que tenha atividade sexual pode se infectar com uma DST, incluindo o HIV-Aids. No entanto, o risco é muito maior nas pessoas que trocam frequentemente de parceiros(as) sexuais e/ou que não usam camisinha, feminina ou masculina, em todas as relações sexuais.

 

Como saber se você esta com uma DST? (sinais e sintomas)

  • Corrimento uretral
  • Corrimento vaginal
  • Verrugas nos genitais
  • Úlceras (feridas, bolhas) nos genitais
  • Irritação (queimação)
  • Tumorações (caroços, ínguas)
  • Dor ou ardência ao urinar
  • Dor nas relações sexuais
  • Manchas na pele

Às vezes não aparece nenhum sintoma externo, ou seja, por fora. Por isso é muito importante procurar um serviço de saúde no caso de suspeita de DST, mesmo sem ter qualquer um desses sinais.

 

Que consequências podem causar?

Se não forem tratada de forma rápida e correta, as DST podem deixar consequências  graves. Podem, por exemplo, comprometer a qualidade das relações sexuais e, inclusive, provocar infertilidade (a incapacidade de ter filhos(as))

 

O que devo fazer na suspeita de uma DST?

 

Evite as relações sexuais.

Se você suspeitar que esta com alguma DST diante da presença de corrimento, ferida, dor ao urinar, dor durante a relação sexual ou manchas na pele, a primeira coisa a fazer é parar de ter relações sexuais até saber o que se tem.

 

Sempre procure um serviço de saúde!

Não pense duas vezes!!! Procure imediatamente o serviço de saúde mais próximo de casa ou trabalho, para receber atenção de um(a) médico(a) ou de um profissional de saúde. Não deixe de relatar ao(à) profissional todos os sintomas, mesmo aqueles que você não considera importantes. Conte também se você teve alguma relação sexual sem camisinha nas últimas semanas. Não tenha vergonha, toda informação é  muito valiosa.

 

Tratamento por conta própria N U N C A !!!

Jamais use medicamentos por conta própria, a partir de orientação de parentes, vizinhos(as), amigos(as) ou balconista de farmácia. Mesmo que você já tenha utilizado algum medicamento antes, não recorra a ele, pois nem sempre será a solução para o seu problema atual. Faça todos os exames solicitados e siga corretamente o tratamento e as orientações do profissional de saúde.

 

Converse com seu parceiro ou sua parceira.

Não deixe de conversar com seu(sua) parceiro(a) sexual. Ele(a) precisa ser informado(a) do problema para que também procure um(a) profissional de saúde, pois mesmo sem os sintomas, ele(a) pode estar infectado(a).  Além do risco de pegar a doença e sofrer suas consequências, podem transmiti-la para outras pessoas, sem querer ou saber. Se ele(a) não se tratar, você poderá se infectar novamente numa próxima relação sexual.

 

Previna-se sempre!

Após o tratamento e cura, não dê nova chance às DSTs. Previna-se em todas as relações sexuais, use sempre camisinha, seja ela masculina ou feminina (link).


Compartilhe


Entre em Contato

E-mail: contato@adolescencia.org.br

Siga nas Redes Sociais

As informações oferecidas nesta página têm caráter educativo e informativo, sendo assim, não dispensa, em hipótese alguma, uma consulta com um/a profissional de saúde.
Qualquer dúvida, você deve sempre procurar a ajuda de um/a profissional de saúde. É proibida a reprodução do conteúdo total ou parcial dessa página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito da Reprolatina. Vivendo a Adolescência®© - Todos os direitos reservados 2000 – 2017.

Desenvolvido pela S3Web