Vivendo a Adolescência

Pílulas anticoncepcionais

Pílulas anticoncepcionais

O que são?

As pílulas anticoncepcionais são comprimidos que contém baixas doses de hormônios (substâncias químicas) parecidos com os hormônios que a mulher produz em seu corpo. Existem dois tipos de pílula:

  • Pílulas combinadas: Contém dois hormônios: o estrogênio e o progestogênio.

  • Minipílulas: Também conhecida como pílula só de progestogênio contém apenas um hormônio, parecido com a progesterona natural, que a mulher produz em seu corpo. Esta é mais usada pelas mulheres que estão amamentando.

Como se usa?

Deve-se seguir as orientações do/a profissional de saúde.

Pílula combinada:

A seguir dois esquemas de uso:

  • Cartelas com 21 pílulas – Esquema 1: Iniciar a primeira cartela entre o primeiro e o quinto dia da menstruação, tomar a pílula durante 21 dias e fazer sete dias de intervalo sem tomar. No oitavo dia, deve-se iniciar uma nova cartela. A primeira cartela pode ser iniciada em qualquer momento do ciclo menstrual sempre que exista uma certeza razoável de que a mulher não está grávida.

  • Cartelas com 21 pílulas – Esquema 2: Uso prolongado. Deve-se tomar 84 pílulas seguidas (4 cartelas de 21 pílulas). Após tomar as 84 pílulas, fazer um intervalo de sete dias e começar uma nova cartela. Durante o intervalo de 7 dias não necessita método de respaldo. Novamente tomar 4 cartelas seguidas sem fazer intervalos entre elas repetindo o esquema. 

Importante saber que se a mulher ficar mais de sete dias de intervalo sem tomar a pílula anticoncepcional, a chance de gravidez é maior.

Pílulas só de Progestôgenio:

Essas pílulas anticoncepcionais vêm em embalagens com 28 ou com35 pílulas. Uma mulher pode iniciar o uso da pílula só de progestogênio em qualquer momento que desejar  sempre que exista uma certeza razoável de que não está grávida. Se não há certeza, recomenda-se usar um método de barreira ou praticar abstinência sexual até a próxima menstruação, quando poderá começar o uso das pílulas.  Se a mulher está com menos de 4 semanas pós-parto,  amamentando ou não, as pílulas podem ser iniciadas em qualquer momento.

Deve-se tomar uma pílula cada dia. Quando terminar a cartela, não precisa fazer intervalo, deve se continuar imediatamente a próxima cartela. Se a mulher esquece de tomar uma ou mais pílulas, aumenta o risco de gravidez.

Em geral essas pílulas são usadas durante a amamentação porque não afetam a lactância.

Como funciona?

A principal forma de ação da pílula anticoncepcional é impedir que ocorra a ovulação, ou seja, se a pílula for usada corretamente ela impede o amadurecimento e saída do óvulo do ovário, impedindo assim que ocorra a fecundação (encontro do óvulo com o espermatozoide).

A pílula produz também alteração no muco cervical (seu espessamento), dificultando assim a passagem dos espermatozoides pelo colo do útero.  

Qual é a eficácia?

A eficácia da pílula dependerá em grande medida da maneira como a mulher a usa.

Pílulas combinadas: Se a pílula for usada corretamente, ela é altamente eficaz, isto significa que de 500 mulheres que usam a pílula durante um ano, somente uma poderá engravidar.

Entretanto, os dados mostram que muitas mulheres não usam a pílula corretamente. Então a eficácia diminui, entre 1 a 8 mulheres de 100 que tomam a pílula em um ano podem ficar grávidas.

Minipílulas: Em geral são usadas por mulheres que estão amamentando. Nas mulheres que estão amamentando, uma de cada 100 mulheres que usam a minipílula no primeiro ano podem engravidar. Se a minipílula é utilizada fora do período de amamentação 7 de cada 100 mulheres que usam no período de um ano podem engravidar.

Quais os benefícios para a saúde da mulher?

Além de proteger contra a gravidez, as pílulas combinadas reduzem o risco para:

  • Câncer de endométrio.

  • Câncer de ovário.

  • Doença inflamatória pélvica.

  • Podem proteger contra cistos de ovário e anemia por deficiência de ferro.

  • Reduzem a frequência e intensidade das cólicas menstruais e da dor no período da ovulação.

  • Reduzem o aumento de pelos no rosto e no corpo.

Quais são os efeitos colaterais?

Pílulas combinadas:

O efeito mais comum que se apresenta em quase todas as mulheres são as alterações no padrão de sangramento, com diminuição em quantidade e dias da menstruação. Este é um efeito benéfico para a saúde das mulheres.

Outros efeitos colaterais durante o uso da pílula são muito escassos. Algumas mulheres podem apresentar:

  • Dor de cabeça.

  • Enjoo.  

  • Sensibilidade mamária.

  • Alterações do peso (pode aumentar o diminuir, mas em geral não altera.).

  • Alterações do humor.

  • Acne (pode melhorar ou piorar).

Pílulas só de progestogênio:

Poucos efeitos colaterais, em geral ocorrem alterações no padrão de sangramento, incluindo sangramento irregular, infrequente ou prolongado e falta de menstruação, o que não prejudica a saúde.

ALGUMAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA AS USUÁRIAS DE PÍLULAS COMBINADAS:

  • Uma mulher pode iniciar o uso da pílula em qualquer momento que desejar, sempre que exista uma certeza razoável de que não está grávida. Se não há certeza, recomenda-se usar um método de barreira ou praticar abstinência sexual até a próxima menstruação, quando poderá começar o uso da pílula.

  • Se a mulher inicia o uso da pílula nos primeiros cinco dias da menstruação, a pílula já é efetiva para prevenir a gravidez desde o primeiro mês de seu uso.

  • Durante os sete dias de intervalo entre uma cartela e outra, em geral, acontece a menstruação. Nesses dias pode ter relações sexuais já que a pílula é eficaz durante todo o mês se ela for usada corretamente. (Todos os dias sem esquecer).

  • Se durante o uso da pílula a mulher apresentar vômitos graves ou diarreia, isto pode interferir com a eficácia da pílula. Para reduzir a possibilidade de gravidez é importante saber que se a mulher vomita dentro de duas horas depois de tomar a pílula, deve tomar outra pílula da cartela assim que possível e continuar tomando as pílulas como sempre. Se os vômitos ou diarreia durarem mais de dois dias deve se usar camisinha como proteção ou não ter relações até a próxima menstruação.

  • Se esquecer de tomar uma pílula, deve-se tomar a pílula esquecida assim que possível, e continuar tomando a cartela todos os dias até completar a mesma.  Se esquecer duas, deve-se tomar uma pílula e descartar a outra, e continuar tomando a cartela todos os dias até o seu fim.

Última atualização: março 2021


Compartilhe


Entre em Contato

E-mail: contato@adolescencia.org.br

Siga nas Redes Sociais

As informações oferecidas nesta página têm caráter educativo e informativo, sendo assim, não dispensa, em hipótese alguma, uma consulta com um/a profissional de saúde.
Qualquer dúvida, você deve sempre procurar a ajuda de um/a profissional de saúde. É proibida a reprodução do conteúdo total ou parcial dessa página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito da Reprolatina. Vivendo a Adolescência®© - Todos os direitos reservados 2000 – 2017.

Desenvolvido pela S3Web