Vivendo a Adolescência

Espermicida


 

O que é Espermicida?

Espermicida é uma substância, colocada na vagina da mulher, nos preservativos ou mesmo no Diafragma, que podem matar e/ou imobilizar os espermatozoides, impedindo assim a fecundação. A substância ativa pode se apresentar em forma de geleia, cremes, espumas, comprimidos e filmes, que são colocados na vagina com objetivo de matar e/ou imobilizar os espermatozoides.

Cabe ao(à) profissional de saúde informar e orientar sobre os critérios médicos de elegibilidade, que irá dizer se a pessoa pode ou não usar este método anticoncepcional, caso tenha sido escolhido.

 

Como se usa o Espermicida?

Os espermicidas devem ser colocados no fundo da vagina com os dedos ou utilizando o aplicador, antes de cada relação sexual. A espuma, geleia ou creme podem ser colocados imediatamente antes das relações sexuais. Outros tipos, como o filme e/ou o comprimido, precisam de mais tempo, pelo menos 10 minutos antes da penetração.
 


É um método de eficácia muito baixa, quando usado sem outro método anticoncepcional. De cada 100 mulheres usando o método no período de um ano, 6 a 26 poderão engravidar. Usado com diafragma e preservativos apresenta eficácia mais alta. 


Qual a eficácia do Espermicida?

 

Sua eficácia apresenta taxa de falha de 06 a 26%, ou seja, de cada 100 mulheres (adolescentes, jovens e adultas) que usam  o espermicida em suas relações sexuais durante o período de um ano, de 06 (seis) a 26 (vinte e seis) mulheres, podem vir a engravidar.

Os espermicidas apresentam uma eficácia maior quando usados com a camisinha masculina, a camisinha feminina ou com o diafragma.

 

Quais são os efeitos colaterais?

Durante o seu uso o espermicida pode causar algum desconforto porque as vezes produz irritações nos genitais da mulher, especialmente quando o uso é muito frequente. 



Compartilhe


Entre em Contato

E-mail: contato@adolescencia.org.br

Siga nas Redes Sociais

As informações oferecidas nesta página têm caráter educativo e informativo, sendo assim, não dispensa, em hipótese alguma, uma consulta com um/a profissional de saúde.
Qualquer dúvida, você deve sempre procurar a ajuda de um/a profissional de saúde. É proibida a reprodução do conteúdo total ou parcial dessa página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito da Reprolatina. Vivendo a Adolescência®© - Todos os direitos reservados 2000 – 2013.

Desenvolvido pela S3Web