Vivendo a Adolescência

Injeções

O que é?

São injeções intramusculares que contêm hormônios parecidos com os que a mulher tem em seu corpo. Existem dois tipos de injeção:

  • Mensal - 2 hormônios, estrogênio e progestogênio;
  • Trimestral - 1 hormônio, progestogênio.


Como se usa?

Por se tratar de um Método Hormonal, para iniciar o seu uso é muito importante que a mulher procure um serviço de saúde para receber uma orientação correta sobre a sua forma de uso e se ela pode ou não usar este método anticoncepcional.

 

Como funcionam as injeções?

A principal ação é impedir que ocorra a ovulação, além de provocar alterações no muco cervical e no endométrio.

 

Qual a sua eficácia?

Os dois tipos de injeções são muito eficazes.  Mais ou menos uma de cada 300 mulheres que usam injeções podem ficar grávidas no primeiro ano de uso.

 

Quais são os efeitos colaterais?

  • Alterações do ciclo menstrual:

  • Pequeno sangramento nos intervalos entre as menstruações;

  • Sangramento prolongado;

  • Amenorreia (ausência de menstruação).

  • Ganho de peso (principalmente a injeção Trimensal);

  • Dor de cabeça leve;

  • Vertigens; Náuseas e vômitos.

 

 

Quais são os benefícios para a saúde da mulher?

 

Injeção Mensal

Diminuem a frequência e a intensidade das cólicas menstruais;

A fertilidade retorna em tempo mais curto do que com os injetáveis trimestrais;

Podem prevenir a anemia;

Ajudam a prevenir problemas como: gravidez ectópica, câncer de endométrio e ovário, cistos de ovário, doença inflamatória pélvica, doenças mamárias benignas e miomas uterinos.

Injeção Trimestral

Pode ser usado durante a amamentação após seis semanas do parto;

Não provoca os efeitos colaterais do estrogênio, como náuseas e vômitos;

Não aumenta o risco de complicações relacionadas ao uso do estrogênio;

Diminui a incidência de: gravidez ectópica, câncer de endométrio e de ovário, doença inflamatória pélvica e mioma uterino;

Para algumas mulheres: pode ajudar a prevenir anemia, a frequência de crises convulsivas em portadoras de epilepsia e a dor e frequência de crises falciformes;

Ajuda a reduzir os sintomas de endometriose.


Compartilhe


Entre em Contato

E-mail: contato@adolescencia.org.br

Siga nas Redes Sociais

As informações oferecidas nesta página têm caráter educativo e informativo, sendo assim, não dispensa, em hipótese alguma, uma consulta com um/a profissional de saúde.
Qualquer dúvida, você deve sempre procurar a ajuda de um/a profissional de saúde. É proibida a reprodução do conteúdo total ou parcial dessa página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito da Reprolatina. Vivendo a Adolescência®© - Todos os direitos reservados 2000 – 2013.

Desenvolvido pela S3Web